Mitos sobre lentes de Contato

em Jul 08, PM . 18 Comentários.

Mitos sobre lentes de contato


As lentes de contacto podem "ir para trás dos olhos".

 

Falso

 

É absolutamente impossível as lentes de contacto perderem-se "dentro" ou "atrás" do seu olho.

Uma fina membrana chamada conjuntiva forma uma barreira entre o globo ocular e a pálpebra, sendo assim impossível a lente mover-se a partir da parte frontal do olho para trás.

Poderá ocorrer a lente dobrar ou enrolar e ficar debaixo da pálpebra, com um pouco de paciência ou ajuda de soro fisiológico é possível retirar confortavelmente a lente.

esquema do olho


 

Dormir com lentes de contacto pode prejudicar os olhos.

 

Verdade

 

Sim, quando estamos a dormir a oxigenação é bastante reduzida, pois estamos com os olhos fechados. Além dos olhos fechados, a lente de contacto será uma segunda barreira que diminui ainda mais a oxigenação, juntamente com a produção baixa de lágrima e que vai proporcionar o ambiente adequado para a proliferação de bactérias, vírus e fungos.

A falta de oxigenação é a príncipal causa de úlceras na córnea (membrana transparente à frente do olho), estas lesões do epitélio são a porta de entrada para microorganismos que estão na própria conjuntiva ou nas lentes.

Uma úlcera pode levar a diminuição permanente da visão.

 

Existem lentes no mercado aprovadas pela FDA para uso noite/dia, mas não aconselhamos que durma com as lentes, as complicação podem ser irreversíveis, um descuido pontual poderá acontecer mas não torne isso um hábito.

 

Não vai ser por estar de lentes que verá melhor a dormir ou os seus sonhos serão mais belos!!!

 

Dormir com lentes de contacto


 

As lentes de contacto são desconfortáveis.

 

Falso

 

Este mito provém das lentes rígidas com materiais e desenhos antiquados que existiam há vários anos. Muitos usuários sofriam com a colocação das lentes, as lentes rígidas ainda são utilizadas mas a evolução para materiais mais moles, flexíveis e duráveis minimizou o desconforto.

Atualmente a maioria dos usuários usa lentes descartáveis moles com elevada permeabilidade ao oxigénio e com uma melhor hidratação.

Depois do período de adaptação a maioria dos pacientes não se lembra que tem lentes. É perfeitamente normal na primeira vez existir a sensação de corpo estranho no olho, sensação essa que rapidamente passa quando os olhos se habituam.

 

Uma sensação de desconforto pode ocorrer, sendo sinal que algo está errado no processo de inserção da lente, mas nunca uma sensação de dor.

Se existir um ligeiro desconforto deverá falar com o Optometrista ou Oftalmologista responsável pela adaptação, pois existirá um motivo lógico para a lente provocar esse desconforto, ele vai analisar o caso e com toda a certeza vai encontrar a lente que melhor se adapta ao seu olho.

 

Desconforto com lentes de contato


 

É difícil fazer a limpeza e manutenção das lentes de contacto.

 

Falso

 

A limpeza e manutenção é super simples atualmente, pode variar dependendo da durabilidade e tipo de lente, de uma forma simplista vamos dividir as lentes por material e duração.

 

Lentes moles (hidrófilas)

 

Diárias (Descartável ao fim de um dia de uso)

Nas lentes diárias não é necessário qualquer tipo de manutenção, mais simples é impossível, basta deitar fora a lente e colocar uma nova.

 

Mensais (Descartável ao fim de um mês)

Neste caso para a maioria dos usuários basta uma solução única (que faz a limpeza e conserva a lente durante as horas que não é utilizada), é bastante simples pois só é necessário friccionar a lente com o líquido para remover detritos e colocar a lente no estojo para a conservar. Renova-se o líquido do estojo todos os dias de uso.

Há usuários que devido à qualidade da lágrima, é prescrito outros sistemas como por exemplo, o uso de peróxido para uma limpeza mais eficiente, mas o processo na maioria dos casos passa pela colocação da lente no estojo próprio com o líquido, é deixada as horas necessárias e recomendadas e, num processo automático, a lente é limpa.

 

Quinzenais (Descartáveis ao fim de 15 dias)

Processo idêntico ao das lentes mensais.

 

Anuais/Convencionais (Descarte ao fim de um ano ou dois, quando recomendado pelo especialista)

No dia-a-dia se não existir nenhum problema com a qualidade da lágrima poderá ser utilizado uma solução única bastando quinzenalmente ou semanalmente a utilização de um peróxido para uma limpeza mais eficiente e assim evitar a proliferação de bactérias, vírus, fungos, etc.

Existem pacientes que utilizam peróxido todos os dias neste tipo de lente, não recomendamos, pois uma limpeza mais abrasiva e erosiva, contudo eficiente, vai desgastar mais rapidamente o material da lente, o que também poderá ser prejudicial a longo prazo.

Há também usuários que utilizam um sistema composto por um líquido de limpeza e outro para conservar, fazem assim uma limpeza adequada idêntica ao sistema de solução única, que é bastante mais simples.

 

Lentes rígidas

 

Nestas lentes por norma é utilizado um líquido para limpar e outro para conservar, existem também a junção dos dois sendo designada solução única para lentes rígidas.

Há também casos de usuários que necessitam de sistemas alternativos para uma melhor eficácia na limpeza.

Pergunte sempre ao seu especialista o mais adequado para o seu caso, e se necessita de algum produto acessório como lágrima artificial, solução salina,... etc.

 

manutenção das lentes de contato


 

A melhor maneira de limpar as lentes de contacto é com soro fisiológico.

 

Falso

 

Numa situação de emergência em que o único líquido disponível é soro, pode ser utilizado para conservar mas não realiza qualquer limpeza.

O soro não remove proteínas, gorduras ou quaisquer impurezas presentes na lente, não vai eliminar fungos e bactérias que podem causar graves infeções nos olhos.

Isso acontece porque o líquido não possui agentes desinfetantes ou lubrificantes necessários para a conservação da lente.

 

O ideal é usar produtos específicos para a limpeza e hidratação das lentes.

O líquido que nunca poderá utilizar é qualquer tipo de água, pois além de modificar as propriedades da lente, poderá conter bactérias que vão causar infeções.

As soluções podem também variar na sua composição, existem usuários que podem apresentar reações a certos conservantes incluídos na composição de alguma marcas.

Não lavar as lentes com água


 

As pessoas com mais de 40 anos também podem usar lentes de contacto.

 

Verdade

 

As lentes de contacto podem ser usadas por pessoas de todas as idades, incluíndo as pessoas com mais de 40 anos, que a partir desta idade começam a ter complicações em ter uma boa visão para longe e perto.

Se há muitos anos estes pacientes (Présbitas) conheciam as lentes progressivas nos óculos também podem ter uma boa visão com as lentes de contacto bifocais e multifocais.

Neste momento os avanços tecnológicos permitem que existam lentes que graduam praticamente todas as graduações com lentes de contacto.

 

Temos pacientes de lentes com mais de 80 anos de idade.

Com a idade também diminui a produção de lágrima, mas mesmo que os olhos se tornem mais secos , os materiais das lentes de contacto de nova geração podem oferecer um melhor conforto ao longo de todo o dia e existem também outras soluções como o uso de líquidos lubrificantes (lágrimas artificiais,...).

Lentes multifocais e bifocais


 

Crianças e adolescentes podem utilizar lentes de contacto.

 

Verdade

 

Não existe qualquer razão de saúde visual que seja um impedimento para pessoas com menos de 18 anos não utilizem lentes de contacto.

Sendo ainda menores é necessário que os pais ou tutores autorizem o uso.

Por norma existe o mito que não podem usar, o que é falso, muitas vezes é desaconselhado o uso por dois motivos:

 

1- As lentes de contacto são confortáveis e em idades em que a “vaidade” impera, as crianças e adolescentes vão utilizar as lentes ininterruptamente em detrimento dos óculos o que vai levar a uma utilização excessiva e a longo prazo os problemas oculares vão surgir devido a baixa oxigenação.

2- É muito difícil educar algumas crianças a terem cuidados higiénicos com as lentes e a realizarem a sua limpeza e manutenção.

 

Se os pais sabem que a criança/adolescente tem responsabilidade suficiente para conseguir ter os cuidados necessários na manutenção das lentes e/ou fazem a limpeza por eles não há qualquer impedimento.

A limpeza das lentes quando bem explicada pelos pais e especialista passa a ser uma rotina higiénica tão simples como escovar os dentes.

Em qualquer idade é necessário que o paciente tenha óculos para assim ir alternando e proporcione um descanso adequado permitindo a oxigenação e nutrição adequados ao olho.

Uma boa solução para evitar a limpeza das lentes é o uso de lentes descartáveis diárias, tal como a lente myVision criada especialmente para crianças e adolescentes.

 

Lentes de contato para jovens


 

Não é aconselhével usar lentes de contacto em desportos.

 

Falso

 

As lentes de contacto permitem ganhar visão periférica pois o tamanho das lentes dos óculos e os bordos de algumas armações limitam e obstruem o campo de visão.

As lentes de óculos criam alguns brilhos em dias de sol que incomodam.

 

Estar de lentes moles (hidrófilas) num desporto de contacto nunca trará nenhum perigo em caso de um acidente pois não são feitas de um material quebrável.

Um óculo além de não ser confortável e prático num desporto, pode originar um ferimento grave devido ás lentes e armação, existem armações de proteção para certos desportos de contacto, mas dependendo do choque, o perigo de um ferimento existe e esteticamente grande parte dos modelos não são apelativos.

 

Assim a lente de contacto é a solução mais usada no mundo.

 

Lentes contato em desportos


 

Não se pode tomar banho em piscinas e no mar com lentes de contacto.

 

Verdade Falso

 

A água das piscinas contêm produtos agressivos para as lentes como o cloro e existêm milhares de bactérias, se nadamos com lentes é natural que as hipóteses de contrair uma infeção aumentem.

É comum em muitas piscinas e locais de água parada existir a Acanthamoeba, se esta ameba parasita se infiltrar no olho vai originar uma infeção que em casos extremos só pode ser resolvida com um transplante de córnea.

A água salgada também vai modificar as propriedades da lente e existem milhares de microrganismos nesta água que podem originar uma infeção.

Se em algum caso desrespeitar estas recomendações, limpe as suas lentes com produtos eficientes como os peróxidos.

 

Mas é possível nadar com lentes de contacto !!!

Para quem não tem um óculo de natação graduado, pode facilmente usar um óculo de natação normal por cima das lentes de contacto, outra solução será usar lentes descartáveis diárias se existirem para a sua graduação, pois como não são reutilizáveis, deitando fora a lente no fim, os perigos de uma infeção são minimizados.

 

Nadar com lentes de contato

 

18 Comentários (5 Respostas)

Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

* Nome:
* E-mail: (Não Publicado)
   Website: (Url do site com http://)
* Comentário:

Lentes de Contato

A loja online de lentes de contacto é uma das vertentes do Projecto Optico, conseguindo assim por este meio ter produtos e serviços a baixo preço. A nossa prioridade é a saúde visual. Queremos ainda com um serviço de qualidade, atendimento especializado, segurança e rapidez, ganhar a confiança dos consumidores na compra de lentes de contacto online|Ama os teus Olhos
Lentes de Contacto

Contactos

(00351) 212 106 222
Segunda a Sábado (10h-22h)
(00351) 934 293 817
Todos os dias (10h-22h)
mail@projectooptico.pt